Tatuadoras e Tatuadas Negras

1


Tatuadoras e tatuadas negras, é um tabu? Notamos uma grande minoria nas tatuadoras e tatuadas negras na cena, e como adoramos falar de coisas que ninguém mais quer falar, borá falar de tabu.
Porque existe essa grande diferença, é o que queremos entender. Primeiro vamos falar sobre as TATUADAS, muitas mulheres negras independente do tom claro ou escuro tem um receio em se tatuar pelas seguintes frases ditas: “ Não pega muito bem. “ ; “ Não aparece “ ; “Tatuagem com cor não fica boa.” ; “Não combina.”
Desde que me entendo por tatuadora, sei que a tatuagem é uma forma de expressão e subversão, ou seja é algo pessoal que muitas vezes essas mulheres querem, porém optam por não fazer devido ao julgamento social e já pré estabelecido sobre a tatuagem em pele negra. Mas a questão é que não deixemos de fazer algo que amamos ou gostemos ou admiremos por conta dos outros, então, essas frases se tornam uma grande desculpa para justificar um preconceito estabelecido tanto pelos próprios tatuadores quanto pelos tatuados. A pergunta que não cala, existe diferença em tatuar uma pele negra de uma pele branca? Qual a diferença? Existe diferença entre o cuidado devido ao teor de melanina da pele negra? Quais as recomendações? Vamos falar sobre cores… O porque muitas que se tatuam acabam deixando por ficar com tatuagens somente traçadas ou sombreada? Qual a diferença da pigmentação, qual a pigmentação correta e os tons que mas se destacam devido ao tom da pele?   
Confere o bate papo com as tatuadoras Luana Lobo e Mariana Silva.


Luana Lobo:
” Vamos a primeira pergunta, sim existe muita diferença entre tatuar uma pele negra e uma pele branca, por questões de coloração e até mesmo de pele para pele e local do corpo.

As diferenças principais são a coloração, a maneira que você trabalha com a tinta e até mesmo com a maquina, não existe uma diferença especifica, na pele branca você usa uma de bobina de boa, já numa negra por sensibilidade maior, uma rotativa é mais indicada ou bobina com batida mais suave.
Os cuidados, tanto para clientes quanto eu mesma, eu não recomendo nenhuma pomada cicatrizante, somente vaselina ou creme hidratante.

Sobre cores, eu sou bem realista, infelizmente o mercado da tatuagem é um tanto racista, fechado, que não esta preparado para receber pigmentos em peles mais escuras e sim para peles brancas.
Peles tem fundos específicos, é necessário seguir uma paleta de cor. Não da pra empurrar uma técnica de pele branca para negra assim como uma pele mais idosa para a jovem.
Eu espero que um dia as próprias tintas tenham uma questão de pigmentação para todos os tons de de pele.”

Mariana Silva:
” Sobre diferenças entre peles: Pele negra e amarela fisiologicamente são mais resistentes, esse fator de resistência é gerado pela presença de melanina e faz com que esses dois fotótipos de pele sejam mais resistentes ao sol e alterações climáticas brutas. Esse fator influência negativamente na tatuagem, a maior resistência ao sol, inflamações e aceleração da cicatrização torna à pele mais propensa à queloide, essa é a diferença básica entre pele com melanina aparente e pele sem melanina aparente. Obviamente, existem variações de cliente pra cliente, região à ser tatuada, etc.
Sobre cuidado: A recuperação na maioria dos casos é mais acelerada na pele negra, isso acontece porque a própria melanina ativa fatores de proteção anti-inflamatória quando a pele é agredida. Esse fator não é ruim, dependendo de como foi realizada a aplicação da tinta. Dermatologicamente falando, não é recomendável a aplicação de produtos à base de petróleo, como vaselinas ou que possuam álcool na composição, como hidratantes convencionais enquanto a pele está ferida, esse tipo de produto pode entupir poros, aumentar a descamação, causar infecção e retardar o processo normal de cicatrização. Eu, particularmente, recomendo restaurador dérmico próprio pra tatuagem ou Cicaplast. O ponto alto do cuidado com a tatuagem em pele negra é o pós-cicatrização, manter a região bem hidratada (pele negra costuma ser seca, isso torna a tatuagem opaca e sem brilho) e não expor e tatuagem ao sol sem fator de proteção 50 ou superior ajudam a garantir um bom resultado à longo prazo

O sol é o maior inimigo da tatuagem em pele negra, a exposição faz a melanina reagir escurecendo o pigmento. É importantíssimo deixar isso claro pro cliente.

Sobre cor: Não existe uma única cor de pele negra, mas um espectro enorme, trabalhar com cor depende muito do conhecimento em colometria, fundos de pele e aplicação, além é claro de saber trabalhar e bem as marcas de tinta disponíveis.

Trabalhar com com em pele negra é avaliar bem a região e o estado da pele que vai ser tatuada e saber avaliar os tons disponíveis para aquela pele. O fato é, quanto mais escura a pele menor a paleta de cores, tons pastéis e amarelos estão fora de cogitação, contrastes tem que ser feito com a própria pele. Cada desenho tem que ser pensado sob medida. Essas limitações fazem a maioria dos tatuadores generalizar o processo, recusando toda e qualquer pele negra, um misto de desinteresse e preguiça, com falta de conhecimento.

Não existe tom melhor, peles frias funcionam com tons quentes, peles quentes funcionam bem com tons frios, sempre um sobretom acima da cor da pele pra cor não ser “engolida” pela melanina. Aplicação suave, sem machucar muito a pele, com uma boa rotativa pra pintura e muito cuidado pra agulha não ir fundo demais, tudo milimetricamente pensado pra que a pigmentação resista ao processo de cicatrização.

Uma coisa é fato, pintar em pele negra requer técnica, se você não sabe fazer um bom preenchimento em pele clara é bem provável que o preenchimento em pele negra fique ruim, desbote ou suma. Não adianta passar milhares de vezes, saturando a pele, transformando a tatuagem numa grande ferida, também não adianta fazer um pigmento fraco. A magnum ou a bucha tem que ser usada em movimentos circulares apenas o suficiente, não adianta forçar pigmento.

.

Sobre o medo de se tatuar por não aparecer, isso é um preconceito enraizado, não tem muito o que falar sobre. Muita gente vem falar comigo com esse medo, vai do profissional ser sincero e assumir suas próprias limitações, ultimamente tenho preferido que os profissional neguem o cliente à fazer um trabalho porco por desconhecimento.

 Uma problemática, as pessoas negras tem idealizada a pigmentação da tatuagem em pele branca, sou bem sincera em dizer que nem sempre rola, porque depende muito do que o cliente tem idealizado como legal. Novamente quanto mais escura a pele menor a paleta disponível, e a gente trabalha dentro da medida do possível.”

Luana completa: 
” Ainda tem poucas referências de tatuagem em peles negras, eu mesma tive dificuldade em encontrar essas referências.”

Tem gente que me procura achando que eu vou fazer mágica e pintar um arco-Iris com lilás, azul pastel e amarelo na pele delas, é nesse momento que acontece uma frustração quando eu aponto para as cores que a gente consegue trabalhar, é possível trabalhar com cor sim, mas as pessoas precisam parar de usar pele branca como a unica referência.


Gostou do  artigo? Quer discutir mais sobre assuntos assim? Tirar duvidas? Deixe seu comentário, seu like e acompanhe as próximas matérias.

Conheça o trabalho das duas profissionais que participaram da matéria:

Luana Lobo (Lua Negra) 

Mariana Silva(Leãozinho)

Share.

About Author

Foto de perfil de Ana Carvalho

Paulista, idealizadora do Projeto Bela Tatuada, Body Piercer, Tatuadora e Redatora do Site Portal Tattoo com 20 anos muito bem vividos e e intensos. " Sonhar é necessário para existir."

1 Comentário

Leave A Reply



Pular para a barra de ferramentas