Cris Mussi – Atitude não tem idade

0

Cheia dos sorrisos, muita atitude e opinião, conversamos com a Cris, que vem sido uma das representantes e participantes mais assíduas dos tão famosos concursos de Miss Tattoo, que acontecem nos eventos de tatuagem em todo o Brasil. 
Mas não só nos concursos, a Cris é aquela mulher que levanta muitas opiniões e criticas alheias por esbanjar muita autonomia. 


Célia Mussi (Cris ou Crissy),  51 anos
Profissão: Psicóloga, atualmente atua como Gerente Comercial

Sempre amei tattoo, fiz a minha primeira quando me separei com 44 anos, fiz um ramo de flores no meu ombro, para mim, naquela época, representava a retomada da minha feminilidade, ser mulher, antes de ser mãe.
Todas as minhas tatuagens tem uma simbologia para mim, tenho umas borboletas que representam  meus filhos e a ultima que fiz em Taubaté.
Fui tela do artista Fabiano Gregory, mas trabalhamos a ideia durante dois meses, eu dei a referência, que era uma tattoo que já queria há  4 anos. A sintônia com ele foi perfeita, ele entendeu a essência e criou um desenho lindo.Tatuei a Deusa Morrigan, Deusa Celta da guerra, que para mim representa todas as nossas guerras internas e diárias. Todas as possibilidades que temos da reconstrução, ela traz em si a força da mulher guerreira e forte. É muito especial pra mim, agradeço a ele eternamente.

Acredito que a tatuagem é isso, é uma conexão do artista e do tatuado, é um encontro além dos corpos.

“Eu vejo o Miss Tattoo como uma quebra de paradigmas, poder mostrar que a mulher tatuada é muito mais que um corpo ou produto de venda. Mas, alguém que ama a arte, que tem atitude e coragem de ser o que é, sem mascaras.

Poder representar os artistas que estão ali, que fecham seus estúdios e tatuam por horas, durante todo o fim de semana no evento porque amam a arte.

Receber o carinho das pessoas é incrível, quando subo no palco, só quero poder dar o meu melhor.

Mas, ser miss não é só no palco, é realmente participar do evento, desde antes dele começar, divulgar, fazer parte dele, faço questão de ir em todos os estandes, ver os trabalhos, conhecer os artistas, o público… Normalmente, gosto de ir todos os dias, quando não da, pelo menos, estar o dia todo do desfile no evento.
Quando é possível levo meus filhos, que estão aprendendo a amar esse universo, assim como meu corpo é uma tela onde carrego a arte de muitos artistas que admiro,  como se fosse uma galeria de arte ambulante.Ser Miss é representar os artistas daquele evento, o evento em si e a arte ali realizada, acho importante essa quebra de padrões, porque nós já estamos fora de muitos padrões.

Padrões e rótulos limitam e a arte não pode ser limitada, toda mulher tem sua beleza, independente do seu corpo e idade.

Eu estou fora de todos os padrões, sou nanica, gordinha, e tenho 51 anos, mas, atitude não esta relacionada á idade, nem a tipo físico, minhas tattoos são expressão do que sou e não apenas adornos no meu corpo.
Quero poder mostrar que sim, uma mulher de 51 anos, fora dos padrões de beleza vigentes, que ama essa arte, pode sim subir no palco e representar um evento.

Ser Miss Tattoo pra mim é ter atitude, e que bom que este ano começamos a quebrar esses padrões que vinham sendo colocados nos eventos, acho que temos e queremos quebrar estigmas e preconceitos, e podemos começar por dentro de nosso meio.
Tatuagem é arte, é coisa séria e querer representar um evento também é algo sério. Não é promoção pessoal, vai muito além disso.

Já pensei em não desfilar mais, mas isso seria ir contra o que penso e acredito. Amar a arte não tem idade, toda mulher tem sua beleza sim, estamos muito além de padrões de beleza impostos por uma sociedade hipócrita.

Ter atitude e coragem, ser verdadeira e amar a arte, isso pra mim é ser Miss Tattoo.
Respeito quem pensa diferente. Mas, quando participo de um evento é o que penso, em cada artista, nos trabalhos, no amor a. essa arte, a tatuagem.

Quer saber o maior premio, as amizades que fazemos.

 

 

Share.

About Author

Paulista, idealizadora do Projeto Bela Tatuada, Body Piercer, Tatuadora e Redatora do Site Portal Tattoo com 20 anos muito bem vividos e e intensos. " Sonhar é necessário para existir."



Pular para a barra de ferramentas