Sheila Dalpicolo, 41 anos, Mauá – ABC Paulista

Minha primeira tatuagem eu fiz com 30 anos, não posso dizer que sofri preconceito, pois sempre recebo elogios pelas minhas tatuagens, até de quem não curte.
Sou professora de artes, teatro, dança e amo o que faço, também faço apresentações de dança. Sou apaixonada por Véu-Leque, um acessório de dança, tenho uma página artística somente para ensaios com ele. Sou mãe de um adolescente absolutamente incrível, tenho 8 gatos e 1 cachorra que são meus amores, viciada em Netflix. Um fato curioso é que eu peguei meu noivo no colo quando ele era bebê, sou 13 anos mais velha que ele, estamos juntos há 8 maravilhosos anos.

Esse é o segundo desfile que eu participo, o primeiro foi por curiosidade mesmo e no caso do Tattoo Week, na verdade eu enviei uma mensagem pedindo informações e depois de 1 mês a resposta foi: “Parabéns, você está entre as finalistas.”

Estou sempre fazendo ensaios fotográficos temáticos, os eventos que participo geralmente são de dança. Participar do Tattoo Week está sendo uma nova experiência.

Beleza é muito subjetiva, pra mim envolve autoconhecimento, amor próprio, uma leveza de espírito. Uma miss precisa ser verdadeira para vencer.

Sou mais da cena da dança e teatro, não faço parte do cenário da tatuagem, apesar de ter muitas e amar, faço minhas tattoos pela arte, porque cada uma conta um pouco sobre minha personalidade, não quero quebrar padrões nem ser diferente, quero ser eu mesma, o que já é bem complicado.

Fazer parte do concurso Miss Tattoo Week, é agregar novas amizades, uma nova experiência, um friozinho na barriga pela espera da data, mas saber a dimensão do que representa é só estando lá para sentir e saber.

Recadinho:
“Gratidão!”

Curtiu? Segue ela então nas redes sociais e não deixe de ir dar o seu apoio na Sexta Feira no desfile:

Facebook

Galeria de fotos:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *