Carolina Guirelli, 29 anos, Santo André – SP
” Me entreguei para o mundo da tatuagem assim que completei 18 anos, já comecei com duas tattoos no mesmo dia, e em cada mês sempre fazia uma nova tattoo.

A primeira dificuldade foi com a minha família, depois a maior dificuldade foi para arranjar um emprego, alguns lugares me rejeitaram por ter tatuagens visíveis.

Sofri alguns preconceitos por ter escolhido ser uma mulher tatuada, BEM tatuada (rs), em alguns lugares que trabalhei e por algumas pessoas, que encontrei ao decorrer da vida.

Preconceito do tipo “Nossa você não se ama?” ,“Pra que fazer isso com seu corpo?”, ”Você não é de Deus!”, “Seus pais não devem te amar”, Já procurou um psicólogo?”, “E emprego? Você arruma?” Tipo de perguntas preconceituosas de pessoas desconhecidas.
Quando trabalhei na área de vendas, eu sofria um pouco mais de preconceito, haviam pessoas que não queriam ser atendidas por mim: “Uma menina tão bonita, pra que fazer isso com você! Acabou com seu rosto.”

Quando eu decidi me tatuar, virar uma mulher totalmente tatuada, me entreguei a essa arte e passei a ter minha personalidade estampada na minha pele, eu já sabia que seria algo diferente, as pessoas “comuns” tem medo de pessoas determinadas e diferentes.
Nós MULHERES, assustamos as pessoas quando tomamos as rédeas das nossas vidas, quando quebramos padrões, quando mostramos ser fortes.

Sou casada (com uma mulher), vegana e formada em Design de moda e Design Gráfico, atualmente não atuo na área, não trabalho em estúdio, trabalhei um bom tempo em vendas de uma marca bem conhecida, o Clube Melissa. Atualmente estou procurando algo novo, quero e desejo trabalhar com a minha imagem.

Desde pequena, minha mãe me levava em desfiles, agências de modelo e nesse decorrer de tempo eu participei de figuração de novela, figuração de propagandas, desfiles de lingeries, desfilei como figurante vestida de “Mucha Lucha” na coleção de verão 2012 da Cavaleira em 2011 (Desfile: Viva Los Muertos), sempre gostei desse meio de mídia e trabalhei ou modelando ou auxiliando na produção dos eventos,na parte de moda, etc.

Minha paixão mesmo, começou quando eu trabalhava em uma fotográfica, e um dos fotógrafos de lá me chamou para fazer fotos sensuais, na época eu morria de vergonha, mas ele me incentivou muito, de lá comecei a pegar gosto e fiz algumas fotos para alguns sites.

Concursos:
– Miss Pinup
– Miss Tattoo – 13ª Convenção Internacional de Tatuagem de São Paulo
– Miss Tattoo Participei de concursos como “Miss Pinup”,  também do concurso de Miss da 13ª Convenção de Tatuagem em SP
– Miss Tattoo SJC
Em nenhuma dessas consegui algum título, mas nunca desisti de tentar.


Como eu adoro a sensualidade da mulher tatuada, continuei com fotos, atualmente eu faço fotos para o Suicide Girls como Hopeful no site, que também gera mais um preconceito nas pessoas, porque além de tatuada, são fotos de nu artístico, mas eu adoro a arte e isso que importa.

Para mim, participar deste concurso é uma honra, só de estar entre as 36 finalistas, são muitas mulheres bonitas, e estar entre elas, é um prazer imenso.

Eu enxergo como uma oportunidade e incentivo para as outras mulheres que assim como eu, sofrem preconceito por ser quem elas são de verdade.
Lindas, determinadas e cheia de garra!

A beleza para mim é enxergar além do exterior, a beleza vem das atitudes, das ações, do caráter, da personalidade e do interior de cada uma de nós.
Para vencer, uma Miss precisa ter muita atitude e postura, mostrar que ser mulher é ser forte, ir á luta para conquistar seus objetivos.

O Miss Tattoo para mim, representa a força do poder feminino e a união das mulheres no geral, acredito que incentivamos as mulheres a terem coragem e fazerem história em meio a tanto preconceito. Fazer parte disso para mim significa um sonho realizado,

Recadinho:
” Nunca deixem de acreditar nos seus sonhos, não deixem de lutar por eles, nós fazemos
história, nós fazemos acontecer, Toda forma de amor e vida devem ser respeitadas,”

Curtiu? Segue ela então nas redes sociais e não deixe de ir dar o seu apoio na Sexta Feira no desfile:

Facebook   Instagram

Galeria de fotos

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *