EMPATIA
substantivo feminino
  1. 1.
    faculdade de compreender emocionalmente um objeto (um quadro, p.ex.).
  2. 2.
    capacidade de projetar a personalidade de alguém num objeto, de forma que este pareça como que impregnado dela.

A palavra empatia do meu ponto de vista, tem um dos significados mais importantes para viver em sociedade de forma harmoniosa, quando nos colocamos no lugar do outro, conseguimos enxergar a vida com os olhos e a percepção do outro, e  compreender melhor o comportamento de uma pessoa deparada as situações adversas da vida, exercer a capacidade de empatia deveria ser a primeira coisa que todo ser humano deveria fazer antes de apontar os dedos para julgar alguém.

Comece a exercer sua capacidade de empatia antes de falar ou até pensar, em julgar alguém, seja pela sua forma física, sua cor, sua sexualidade ou suas limitações,desconstrua esteriótipos, todo ser humano é único e nem você , nem seu companheiro de planeta, merece ser tratado de forma inferior.

A Estética no empoderamento da mulher gorda.

14018031_1267548619945075_512279158_n
RÊ MALDONADO

Mulheres são a muito tempo subjugadas, inferiorizadas, usadas como objeto, e a palavra empoderamento, que tem um significado que seria “dar poder” vem como forma de conceito para um movimento individual e coletivo, dizer a essas mulheres: Você não precisa ser o que esperam, você não é objeto, você pode ser e fazer tudo o que você quiser, sem mas, e sem porem.

Atualmente esse conceito tem sido muito difundido, temos diversas campanhas que incluem mulheres de forma a realmente ressaltar a capacidade delas na intenção de intensificar o debate pela busca pela igualdade de gêneros.

15134719_1204871732920324_7353153005842169261_n
Danny Mota – Tatuadora

É inegável que existe um padrão de mulher “perfeita” socialmente, vocês devem se lembrar de uma frase que ficou bastante popular na internet, escrita pela revista VEJA falando de uma mulher, “Bela, recatada e do lar.” Isso é o que esperam de toda mulher, que ela não chame a atenção que cuide da casa, dos filhos, do marido, e que ainda seja “Bela”, o que seria então ser bela se beleza é algo subjetivo, que cada pessoa entende de uma forma?

14718800_10211076425886323_3535890690094022305_n
HELENA GOMES – BLOGUEIRA Foto: Matheus Aguiar

Pois bem, existe socialmente um padrão de beleza imposto as mulheres, alem de todas as imposições de comportamento, uma delas é a imposição de corpo atraente e saudável, ser magra, com bundão, e peitão, pele lisa sem manchas ou marcas, sendo clarinha e com cabelos lisos. Isso é diariamente reforçado pela mídia, seja nas revistas, nos sites e na TV, através de novelas, comerciais, filmes e até musicas. E com isso chego a um ponto importantíssimo, a auto-estima da mulher, todas somos diferentes cada uma com sua aparência e sua personalidade, além disso temos vidas e hábitos diferentes, e todas essas individualidades segundo esse “padrão de mulher perfeita” devem ser excluídas totalmente pois temos a obrigação de nos encaixar nele. Mas eu to aqui pra dizer pra você que NÓS, EU E VOCÊ não precisamos, você não precisa ser nada do que esperam que você seja, você pode e deve ser você do jeito que você é.

15027653_1634099670224527_6633940555645531916_n
Ruiva Silva

No entanto, concordo que é difícil se sentir confiante com tantos dedos apontando diversos defeitos, por você não se encaixar no que ditam ser bom.

15032762_1068877576544976_6173456667256896185_n
Pamela Pohl

Vejam bem o dano psicológico que toda essa pressão causa, dezenas de mulheres morrem por tomar remédios para emagrecimento rápido sem nem mesmo serem de fato gordas, centenas de mulheres sofrem com transtornos de imagem, e transtornos alimentares , como anorexia e bulimia por terem que enfrentar uma sociedade que diz dia após dia que seu corpo é errado.

O corpo de ninguém é errado.

E com as pessoas de fato gordas, o preconceito é ainda maior, vai alem da perfeição, pois a pessoa gorda não se encaixa nem no ACEITÁVEL. Julgam até mesmo a capacidade intelectual da pessoa gorda, mesmo tendo essa pessoa qualificação comprovada. E esse preconceito, com pessoas gordas, essa gordofobia, leva ate mesmo a pesquisas medicas tendenciosas que difundem a obesidade como uma doença, algo mortal, sendo que não existe nenhuma doença exclusiva de pessoas gordas, e alem disso, sabe-se que muitas das vezes o tamanho do corpo pouco liga uma coisa a outra, sendo que os problemas estão relacionados aos hábitos alimentares e falta de exercício físico, coisa que pessoas magras também fazem.

 

Mulheres gordas, não são piores e nem melhores que as mulheres magras. Você não precisa rebaixar uma pra exaltar outra.

15037163_1686232075000781_6871742599509014589_n
Nadya Machado

E mulheres gordas tem ainda mais dificuldade em ter uma auto estima elevada, pois alem dos julgamentos que disse, elas também são julgadas como doentes, descuidadas, preguiçosas e que vivem para comer, aquela velha frase “gordo fazendo gordice” estúpida essa frase, não existe um comportamento padrão de pessoas gordas.

 

15139407_1193114204102860_1250103071_n
Thayná Araújo

Muitos falam de “aceitar o seu corpo” no entanto eu acredito que aceitar remete a fracasso é tipo quando dizem “aceita que dói menos” que estão falando “ah, já que não consigo ser melhor, vou aceitar isso aqui mesmo” e não é isso que o movimento “Body positive” quer disseminar, você deve amar seu corpo, amar quem você é, amar aquilo que chamam de defeito, que na verdade é só o que te torna único.

palmeiras-na-ilha-deserta_23-2147494090“SE IMAGINE EM UMA ILHA DESERTA, ONDE SÓ VOCÊ HABITA, SOZINHO, SEM PASSAR NENHUMA NECESSIDADE, TENDO TUDO QUE VOCÊ PRECISA PARA VIVER, POREM SEM PESSOAS AO SEU REDOR, AGORA PENSE BEM, NESSA SITUAÇÃO O QUE TE INCOMODARIA EM SEU CORPO?”

Três anos atrás, eu fiz esse mesmo exercício, num momento da minha vida que foi crucial para que eu parasse de me maltratar pra caber naquilo que as pessoas queriam, e minha resposta foi simples “NADA” nada me é incomodo quando estou sozinha, eu não me vejo com maus olhos, eu me sinto bem. E eu tenho certeza que pelo menos 70% das pessoas teria a mesma resposta, Por que o que nos torna insatisfeitos é a comparação, a necessidade de se encaixar no “lado bom” da sociedade.

Pense, e repense, seja você mesmo, ame o que você é.

 

974006c2-7d6d-400d-949a-7f76280d4a17
CARLA LOPES

Agradeço em especial as mulheres lindas que mandaram fotos pra mim, (infelizmente não deu pra usar todas ainda), e que alem disso, vem a algum tempo me ajudando a construir um pensamento tão positivo, que me apoiam.

Isso é pra vocês!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *