“ Sou completamente contra a violência e abusos sem distinção de gêneros, confesso que não me orgulho de minha atitude na ocasião.

Eu namorava um garoto já há um tempo e morávamos juntos.
Ele tocava numa banda e eu o acompanhei naquela infeliz noite. Durante a apresentação da banda fiquei muito bêbada e comecei a passar mal, quando pedi a alguns amigos para o avisar sobre meu estado ele já havia ido embora.

Fui pra casa passando mal e adormeci… Quando ele chegou feito um louco com os amigos da banda, completamente drogado e alterado, começou a me humilhar e ameaçar. Diante das circunstâncias fiquei nervosa e acabei empurrando ele, o que o fez ficar furioso, ele veio pra cima de mim como um monstro e me jogou no chão, batendo minha cabeça contra o chão, quebrando tudo que era vidro em cima de mim, pensei que ia morrer ali.
Comecei a gritar por socorro, inclusive os amigos dele ouviram e não tomaram qualquer atitude.
Eu estava surda por causa de todo o vidro quebrada e muito abalada. Mas o meu maior erro foi não ter denunciado.
Fui vítima, virei estatística e me arrependo, não sejam vítimas, denunciem!”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *