13823468_1066572806775410_466683911_nDanny rocha, 29 anos, tatuadora, Body Piercing e modelo Studio Copa Art ink, Copacabana – RJ
” Meu contato com a tattoo foi cedo, desde que me lembro, eu sempre gostei muito da arte, tanto, que aos 7 anos pedi pra minha mãe uma tattoo de presente de aniversário. Como ela não podia satisfazer meu desejo de aniversário, me pintei inteira de hidrocor para minha festa pra espanto de todos. Aos 12 anos comecei as modificações fazendo meu primeiro piercing na sobrancelha, logo em seguida fiz outros 3. Aos 16 fiz minha primeira tattoo é comecei a me interessar pela profissão. Eu já desenhava, mas nunca imaginei me tornar tatuadora. Trabalhei com moda e beleza durante anos, até que um amigo body piercing viu meus desenhos e me incentivou a aprender a tatuar. Comecei colocando piercings e fui aprendendo a tatuar somente olhando. No início foi muito complicado porque ninguém queria ensinar uma menina. Comprei meus materiais e comecei a arriscar, já na primeira tattoo senti que era aquilo que eu queria fazer pro resto da vida. A primeira convenção que fui foi fundamental pra eu me apaixonar mais ainda pela arte. Conheci grandes caras que me inspiraram e comecei a estudar muito. Fui muito bem recebida no meio e sou muito respeitada pelos meninos, não foi fácil, mas conquistei o meu espaço. Quando comecei a me modificar rapidamente começaram a surgir os convites para posar como modelo tatuada, aí sim, senti o preconceito.Muitas pessoas confundem e julgam o nosso trabalho. Mas a arte existe pra isso, pra ser admirada. E já que meu corpo é minha tela, aqui estou… Expondo minha alma desenhada na pele.”
COMO MODELO:
“Acho que o maior obstáculo como modelo foi mesmo me aceitar e me amar como eu sou sem me importar com que os outros iriam pensar. No começo eu mesma achava que posar iria me expor, ou me vulgarizar como mulher. Existe muito preconceito contra nosso trabalho, muita gente confunde, a fotografia sensual com o intuito de mostrar a arte na pele e a beleza da natural de cada mulher com pornografia. Eu acredito no que faço, porque acho que cada mulher tem que se amar como ela é, e o fato de eu marcar a minha pele e gravar a minha historia no meu corpo é só a minha forma de expressar o quanto eu me amo. Algumas mulheres vão pra academia, outras vão para as clínicas cirúrgicas, tem mulher que vai ao salão de beleza, e eu gosto de me colorir, é minha forma particular de me sentir mais bonita.”
Tatuagem: @LugaMotaTattoo   @DannyRocha          Modelo: @SuicideGirls        @GarotasTattoo

Confira abaixo na galeria fotos de trabalhos da Danny Rocha como modelo e tatuadora:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *